HISTÓRIA

youtube praxis.png

O Hospital Fernandes Távora, batizado assim em justa homenagem ao Dr. Manuel Fernandes Távora (médico, farmacêutico, jornalista, professor e político brasileiro, nascido em Jaguaribe), foi inaugurado em 26 de julho de 1974, com a motivação de oferecer à população da região oeste de Fortaleza atendimento médico ambulatorial e de internação hospitalar. Região que, até então, estava carente de clínica médica, cirúrgica e de ginecologia/obstetrícia. Além disso, o estabelecimento de saúde foi criado para fornecer cuidados e tratamento para acidentados do trabalho, já que o hospital ficava próximo do, até então, Distrito Industrial de Fortaleza.

As sucessivas crises financeiras da década de 1980 afetaram drasticamente a assistência de saúde pública do Brasil, o que resultou no encerramento das atividades de alguns hospitais da região Nordeste. Sendo assim, o serviço de saúde do país ficou dividido em classes, a dos usuários do SUS (antigo INAMPS) e dos que possuíam planos particulares de saúde, que abrigava os de melhor poder aquisitivo. Neste cenário, o Hospital Fernandes Távora passou a atender basicamente os mais pobres, que utilizavam o SUS, o que rendia baixa remuneração por parte do governo, o que exigiu de toda a equipe do hospital muito esforço e dedicação para defender seu objetivo de atender á população sem distinção de classes.

Com o momento de turbulência já superado, no ano de 2005 o Hospital Fernandes Távora concretiza a realização de um antigo sonho, a inauguração da Unidade de Terapia Intensiva para adultos. Com dez leitos completamente equipados, a UTI nasceu de uma parceria com o Instituto Práxis de Educação e Cultura em convênio com a Secretaria Municipal de Fortaleza.

Com o avanço do atendimento ocasionado pela nova UTI, abriu-se a necessidade de novos serviços e qualificações, como métodos de diagnósticos mais velozes, o que resultou na busca de mais estrutura por parte do hospital. O que gerou mais avanços, como em 2007, quando o parque de exames por imagens foi inaugurado, o então Práxis Imagens, que passou a dispor de radiologia convencional, ultrassonografia com Doppler colorido, mamografia, ecocardiografia e tomografia computadorizada helicoidal.

Após isso, em 2008, novamente em parceria com o Instituto Práxis, todas as salas de cirurgias foram reequipadas, com aparelhagem de anestesia e monitorização de última geração, além da aquisição de videolaparoscópio e arco cirúrgico para cirurgias com radioscopia. A sala de recuperação pós-anestésica e o centro de material foram também reaparelhados.

Todo o trabalho para modernizar o hospital, e proporcionar atendimento de alta qualidade, foi reconhecido pelos gestores de saúde pública, quando em 2009, após várias avaliações, o Ministério da Saúde classificou o complexo CRIO-HFT para atendimento oncológico globalizado de alta complexidade, incluindo clínica oncológica, cirurgias oncológicas, radioterapia e quimioterapia. Sendo assim, o local passou a ser um dos únicos serviços de Fortaleza com o mais alto nível de atenção em oncologia.

Para os próximos anos estão planejadas mais melhorias no hospital, como a reforma de sua maternidade. Além disso, será construída a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, com ela serão quinze leitos na UTI neonatal, entre de alto e médio risco, além de vinte leitos em berçário para recém-nascidos de baixo risco. Também estão previstas a reforma do Pronto Atendimento clínico e dos dez apartamentos de atendimentos a convênios. As áreas verdes serão contempladas com novo paisagismo e o parque de estacionamento será ampliado.

Contamos agora com um moderno centro de OFTALMOLOGIA, realizando, dentre outras, cirurgias de catarata, exames e demais procedimentos oftalmológicos. Planejado em 2019, este novo projeto do Instituto Práxis era para ter sido lançado no primeiro semestre deste ano, no entanto, por conta da pandemia, teve que ser adiado e, só  no mês de agosto de 2020, tivemos a felicidade de oferecer para toda a população, de forma acessível, este nosso centro de oftalmologia.

O Hospital Fernandes Távora é administrado pelas famílias de seus fundadores, desde sua fundação. A instituição de saúde conta ainda com quase trinta médicos, cem colaboradores diretos e vários outros vinculados às instituições parceiras ali instaladas. São médicos, administradores, engenheira clínica, advogados, economistas e gestor de comunicação que lideram um grande time de colaboradores; e com eles dividem méritos e responsabilidades, tornando o Fernandes Távora um hospital referência em atendimento e modernidade na região de Fortaleza.